Tarefa de casa

By | julho 19th, 2016|Artigos|

Crianças viraram adultos, pais viraram avós. Ecos de infantis agitos deram lugar ao deambular de idosos nas ruas do bairro. Uma escola orfã de alunos albergou serviços administrativos. Decorridos alguns anos, foi solução de alojamento de jovens ociosos, oriundos de famílias com menos de dois dólares de rendimento familiar diário. Ainda o sol não nasceu [...]

Um mundo, uma escola

By | junho 7th, 2016|Artigos|

Há cinquenta anos atrás, Fernando de Azevedo avisava: O que é bom para os Estados Unidos pode não ser bom para nós... Porém, novas modas, vindas do Norte, injetam plataformas digitais e laptops em escolas com práticas medievais. Se, no Brasil, o nortear (aquilo que vem do Norte) sempre foi regra nas iniciativas de política [...]

Cidadania

By | Maio 20th, 2016|Artigos|

Em Goiás, onde governantes desesperados entregam a educação à guarda da Polícia Militar, alunos organizam um “quebra-quebra”: destroem mobiliário, depredam o edifício da sua escola; num colégio particular no Rio, um jovem de 12 anos agride com pontapés um colega de 11 anos e é “suspenso por um dia” ... O amigo Severino diz-nos que [...]

Quem tem medo da autonomia da escola?

By | Maio 18th, 2016|Artigos|

A citação é longa, mas devo dá-la a conhecer, para que se perceba de que modo a perda de autonomia precipitou o sucateamento da escola pública, provocou a sua desintegração: Essa desintegração se completa com a supressão da autonomia quanto ao ensino, sua seriação, métodos e exames. Levada a ordenação externa da escola até esse [...]

Naturalizações

By | Maio 9th, 2016|Artigos|

Perguntei ao professor Vasconcelos por que razão eu deveria aprender certos conteúdos, que, esforçadamente, ele tentava ensinar. Autoritário, como era apanágio de docentes numa época de ditadura, respondeu: Quando fores grande, irás precisar... Já sou “grande” e quase nada desse “currículo” me fez falta, não me fez mais sábio, nem mais feliz. Refletindo sobre esse [...]

Exequibilidade

By | Abril 18th, 2016|Artigos|

O professor Vasconcelos – que descanse em paz e que Deus lhe perdoe a ingenuidade pedagógica – acreditou ter me ensinado o “sistema galaico-duriense”. Mas a minha criança apenas havia feito decoreba sem sentido: Peneda, Suajo, Gerês, Larouco... e por aí fora, numa lengalenga como tantas outras associadas a conteúdos da grade curricular da época, [...]