Projeto Alto Independência

O Projeto Alto Independência, desenvolveu-se no período de julho de 2015 a dezembro de 2016, em Petrópolis, na escola e bairro que deu nome ao projeto, por iniciativa da Secretaria de Educação de Petrópolis, com o objetivo de construir uma política de Educação Integral sob a perspectiva de uma formação para além do ensino formal, algo mais que a extensão da jornada escolar.

O projeto operou a reconfiguração da prática pedagógica da escola, criando as condições para a criação de um protótipo de comunidades de aprendizagem.

O desenvolvimento do projeto foi possível graças à parceria entre a EcoHabitare, a Prefeitura de Petrópolis e os Parceiros da Educação/RJ. Mesmo com seu pouco tempo de vida, os resultados da mudança, não só no desempenho dos educandos, mas de toda a comunidade, levaram o projeto a receber o Certificado de Projeto Inovador do MEC, em dezembro de 2015.

Fazer educação de forma humana, emancipatória, autônoma é a proposta do projeto. Suspenso em dezembro de 2016, as sementes plantadas em terreno fértil continuaram no Alto Independência deram fruto no ano de 2017 e o projeto continuará em 2018.

Notícias

Novas perspectivas em Educação em debate no MPRJ, MPRJ, 06.09.2016

Bomtempo visita Projeto Independência. Petrópolis News, 25.05.16

Projeto pedagógico de escola de Petrópolis entra no mapa da inovação e criatividade do Ministério da Educação.Petrópolis para crianças, 29.02.16

Crianças de escola municipal conscientizam sobre a dengue, Tribuna de Petrópolis, 26.02.16

Projeto Escola Inkiri

Este projeto nasceu da necessidade de criar uma estrutura pedagógica compatível com o amadurecimento de um processo de sete anos de viver uma nova forma de fazer educação. Inserido na Comunidade Tribo Inkiri de Piracanga, uma associação sem fins lucrativos, que tem por missão desenvolver a multidimensionalidade do ser humano estabelecendo uma relação harmônica com todos os seres e com o planeta, o projeto acolhe as crianças residentes na comunidade, oferecendo uma prática pedagógica condizente com a forma de viver da comunidade.

Atividades voltadas ao autoconhecimento, a integração com a natureza, a alimentação saudável, as práticas integrativas, a permacultura, entre outras, produzem aprendizagem, pela sua visão sistêmica e sua multirreferencialidade teórico-pedagógica, pelo que ao Projeto Escola Inkiri o MEC conferiu a certificação de Projeto de Inovação e Criatividade na Educação Básica.

  • projeto-inkiri
  • projeto-inkiri

O Projeto Escola Inkiri, tem foco na autonomia e o respeito aos tempos e à subjetividade de cada criança, enquanto ser único e irrepetível. Busca estimular o potencial criativo da criança, mediado pelo educador que o apoia num desenvolvimento integral e holístico. Incorpora o reconhecimento dos saberes locais, conhecimentos vivos e dinâmicos, essenciais para a sustentação da comunidade, através da prática da metodologia de trabalho de projeto, transformando o ato de aprender em algo dinâmico e significativo, dando escuta aos sonhos e necessidades do educando, além das demandas comunitárias.

Hoje, o Projeto Escola Inkiri compartilha com a Nova Escola do Caubi, escola da rede de pública de Maraú, sua experiência educacional, possibilitando, assim uma Nova Educação no território.