Categorias

About Amanda Mann

Esse autor ainda não preencheu quaisquer detalhes.
So far Amanda Mann has created 115 blog entries.

Estórias da Velha Escola (XLV)

By | janeiro 28th, 2020|Artigos|

Caldas da Raínha, janeiro de 2040 Escrevo esta cartinha no dia em que se comemora os 95 anos da libertação de Auschwitz. Para que não se mate a memória do holocausto, para recordar que, no final da segunda década deste século, alguns bonsais humanos incentivavam práticas escolares reprodutoras da proto-história da humanidade. A militarização da [...]

Estórias da Velha Escola (XLIV)

By | janeiro 23rd, 2020|Artigos|

Piodão, janeiro de 2040 Há exatamente vinte anos, quando visitava a bela aldeia, recebi a notícia de que o MEC havia erradonas notas do Enem e garantia que iria corrigir problema. Ciosa da sua carioca ascendência, a Cláudia logo me disse que o “jeitinho brasileiro”permitiria enjeitar responsabilidades em mais uma ministerial besteira. E assim foi… O presidente [...]

Estórias da Velha Escola (XLIII)

By | janeiro 22nd, 2020|Artigos|

Gondomar, janeiro de 2040 Num “saltinho” a Portugal, aproveito para rever velhos amigos. Mesmo velhos, que essa amizade nasceu em meados do século passado. Cruzando o oceano, reli mensagens de um janeiro também de muitos anos atrás. Foram centenas aquelas que recebi, ao longo de meio século, notícias de desistências, de projetos destruídos: Caro professor, [...]

Estórias da Velha Escola (XLII)

By | janeiro 20th, 2020|Artigos|

Tondela, janeiro de 2040 Num facebook de janeiro de 2020, li a notícia da realização de um seminário: Desafios para uma educação de futuro. Um dos painéis tinha por designação: “Estratégias para salas de aula menos chatas”. Queridos netos, juro que era essa a designação do painel! Isto vos garanto por saberdes que, no tempo [...]

Estórias da Velha Escola (XLI)

By | janeiro 17th, 2020|Artigos|

Joanópolis, janeiro de 2040, Ainda em viagem pelo interior, de passagem pelos domínios do “lobisomem”, não sei por que razão, me veio à mente um episódio de meados do século passado. Falar-vos-ei de dois professores que “davam a quarta classe”. Um era moço e inexperiente. A outra era mulher na casa dos sessenta de idade [...]

Estórias da Velha Escola (XXXIX)

By | janeiro 12th, 2020|Artigos|

Heliópolis, janeiro de 2040 O Amor sacraliza o ato de educar… Ainda de passagem por Sampa e pelo lugar onde o meu amigo Braz Nogueira operou milagres, vos falarei do Bino. A sua estória assemelha-se às de muitos sacrificados moradores da comunidade de Heliópolis. E, porque sabia a origem do drama – é de pequenino [...]

Estórias da Velha Escola (XXXX)

By | janeiro 13th, 2020|Artigos|

Atibaia, janeiro de 2040 Há uns vinte anos, a humanidade começou a entender a dimensão de um ecocídio. Nevava no deserto, fazia calor na Sibéria. O fogo dizimava a floresta amazônica e a australiana. O velho modelo educacional seria causa primordial da previsível extinção da espécie? As tecnologias digitais de informação e comunicação constituíam-se em [...]

Estórias da Velha Escola (XXXVIII)

By | janeiro 7th, 2020|Artigos|

Butantã, janeiro de 2040 Na São Paulo de há exatos vinte anos, o projeto da Escola Aberta marcava o fim de uma época de esboços de mudança e o início de uma década de efetiva inovação. Nesta carta, recorro ao conteúdo de um e-mail, religiosamente guardado num velho pen drive – recordais-vos desse utensílio? – [...]

Estórias da Velha Escola (XXXVII)

By | janeiro 5th, 2020|Artigos|

Serra Talhada, janeiro de 2040. Queridos netos, sede bem-vindos a 2040! Que seja para vós um ano benfazejo, como benfazejos eram os gestos da minha amiga Angélica. Acolhia numa espécie de tálamo de bondade jovens rejeitados pela velha escola. Até ao fim dos seus dias, nos contagiou com o seu solidário saber, apaziguando angústias, conferindo-nos [...]

Estórias da Velha Escola (XXXV)

By | dezembro 23rd, 2019|Artigos|

Santa Cruz do Capibaribe, dezembro de 2039 Por volta do Natal de há vinte anos, uma palavra se apropriou de considerável espaço nas redes sociais: a palavra “energúmeno”. “Energúmeno” é um termo de vasto espectro semântico. Daí que, cumprindo o prometido em cartas anteriores, vos fale do uso e abuso dessa palavra, nesses conturbados tempos. [...]